Desafio A a Z Accio Books Resenha: Intuitiva, A.


 Sinopse:
UMA HISTÓRIA SOBRE COMO O PODER DO DESTINO E DO DESEJO PODE REALIZAR COISAS APARENTEMENTE IMPOSSÍVEIS. Estamos na Inglaterra, no século XVIII. Assim como a maioria de seus familiares, a bela e jovem Alethea Vaughn Channing possui dons especiais. Desde pequena ela tem visões recorrentes de um homem desconhecido. Passados 15 anos desde a primeira visão, ela prevê um risco iminente de morte. Ela precisa encontrá-lo, contar sobre sua visão e convencê-lo de que corre perigo… Mas quem acreditaria numa estranha com uma conversa dessas? Ainda sob um ceticismo inicial, ele percebe sinceridade na desconhecida e, agindo emocionalmente, decide acreditar na estranha para tentar novamente descobrir o paradeiro de seus dois sobrinhos, que desapareceram após a trágica morte de sua irmã e do esposo. Durante essa busca, começa então a florescer uma forte admiração entre os dois, até surgir a perigosa Claudete, uma antiga amante de Hartley, e que Alethea descobrirá estar entre as pessoas mais ameaçadoras da alta sociedade de Londres. Então, a sua vida também passa a correr perigo e ela precisará mais do que nunca de seus poderes para garantir a sua segurança.



Esse é o terceiro livro dessa trilogia, apesar de não ter lido, ainda, A Vidente. Achei a história com uma trama mais trabalhada que A Sensitiva, o casal apaixonante e o livro me deixou ávida por mais. Só gostaria que a autora houvesse escrito mais nele. Poderia ler mais cem páginas e não me cansaria com toda certeza.
Dessa vez a personagem não é uma Wherlock e sim uma parenta da família, pelo lado dos Vaughn. Mas a essência do livro é a mesma e podemos ver os parentes Wherlocke e Vaughn unidos para salvar a nossa heroína e o seu amor. Nele temos vilões mais malvados, que usam de muita crueldade e o mocinho é ainda mais apaixonante, para não dizer delicioso, que os outros. As cenas hots são mais trabalhadas e deixa o leitor completamente excitado. Devo dizer que a autora finalmente acertou “a mão” nessa trama.
Lady Alethea Vaugh é uma viúva com dom da intuição. Basta tocar um objeto para ter visões sobre o que aconteceu no passado e algumas delas do futuro. Desde pequena tem visões com um homem misterioso e sabe que um dia os seus caminhos se cruzarão com os desse homem. No dia que ela prevê a sua morte, decidi ir para a cidade em busca desse homem e da revelação que pode salvar a sua vida.
Lord Hartley Grevlli é um dos mais competentes espiões da coroa e tem a missão de se aproximar de uma misteriosa  e sedutora francesa, que desconfiam ser uma espiã. Porém recebe a visita de uma misteriosa e linda mulher, que faz revelações perturbadoras sobre sua morte. Ele tinha tudo para não acreditar, mas viu a verdade em seus olhos e aceitou os conselhos.
Já no primeiro encontro do casal há uma atração mútua entre os dois. E ao tocar um objeto dele, ela tem revelações sobre o seqüestro dos sobrinhos e resolve ajudar a encontrar o paradeiro das crianças. Só que nem tudo são flores. A francesa que Hartley está investigando não é uma mulher de perder e quando percebe o seu interesse por Alethea, coloca a vida dela em perigo.
Com o desenrolar da trama, muitas verdades vêm à tona, o perigo a volta de Alethea e Hartley fica cada vez maior quando encontram pistas das crianças e descobrem muitos assassinatos cometidos de forma fria e cruel. Mais uma vez os  Wherlocke’s precisam entrar em cena para ajudar sua parente, tornando a trama ainda mais interessante.
A história desse livro é interessante, bem trabalhada com seus mistérios e perigos, fascinando o leitor com a delicadeza e usando um toque especial de sensualidade nas cenas Hots. É exatamente o tipo de histórico que gosto. Acho que por isso me identifiquei mais com ele do que os outros. Tenho certeza que os verdadeiros amantes dos históricos também vão se identificar também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...