Resenha: Conspiracy 365 - Janeiro

  • Editora: Fundamento
  • Autora: Gabrielle Lord
  • Páginas: 141
  • Titulo Original: Conspiracy 365 - January
  • Nota: 
  • Skoob

Janeiro
Callum Ormond ficou aterrorizado ao ouvir, na rua, tais palavras de um homem desconhecido. O aviso significava que a doença que matou seu pai não tinha sido mera fatalidade? O alerta estaria ligado à carta que o garoto havia recebido do pai na qual dizia ter feito uma grande descoberta que mudaria a História e os rumos de sua família? Teria algo a ver com o desenho que viera junto?

O jovem, porém, não teve tempo para refletir. De repente, coisas estranhas começaram a acontecer: no ano-novo, o barco em que Callum saiu para dar um passeio quase afundou no mar. A casa onde vivia com a mãe e a irmã foi invadida. Depois veio o sequestro. Tudo o que os bandidos queriam era uma resposta - o que o garoto sabia sobre a Singularidade Ormond?

Do dia para a noite, Callum viu sua rotina se transformar em uma caçada, em que ele era o alvo de pessoas perigosas, capazes de tudo para obter informações sobre o segredo. Enquanto lutava para se manter vivo, o garoto tentava, com a ajuda das pistas deixadas por seu pai, descobrir o que é a Singularidade... Um enigma? Uma maldição? Ou uma sentença de morte?

Siga cada movimento de Callum nessa jornada - em que um passo em falso pode também ser o último. Não perca Janeiro, o início de uma trama cheia de ação, suspense e mistério.

Não pisque! Não se esqueça de respirar!

"Fique longe deles, Callum. Eles mataram seu pai. A Singularidade Ormond... Esconda-se pelos próximos 365 dias!

Callum Ormond é um jovem de 15 anos que acaba de perder o pai para uma doença misteriosa, aparentemente causada por um vírus. Ainda estudando, mas também tendo que trabalhar para manter a família – sua irmã e mãe –, ele se vê dentro de um mistério ainda maior quando é abordado por um suposto louco na rua, dizendo que seu pai fora morto e mencionando a Singularidade Ormond. Além disso, ele é avisado: “Esconda-se pelos próximos 365 dias!”.

A princípio, Callum não leva nada disso a sério, mas quando fatalidades começam a ocorrer com ele, pondo sua vida e a de seus familiares em risco, passa a repensar se aquele homem não tinha razão. E a trama começa a ficar ainda mais misteriosa quando seu tio, irmão gêmeo de seu falecido pai, parece querer esconder pistas que podem levar à solução de tudo. Preciso confessar, não gostei do homem desde o princípio. Tentando resolver a situação, o protagonista começa a ser perseguido por pessoas perigosas, de diferentes grupos.

Não posso falar muito mais do que isso, pois o livro é curto (só 141 páginas) e possui muitos outros volumes – são 12 livros no total, todos já publicados pela Editora Fundamento, e ainda há cerca de 5 livros que contam os momentos após os 365 dias (o que faz supormos que Callum conseguirá sobreviver a este período, o que não quer dizer que não haverá surpresas). Narrado em 1ª pessoa, está disposto na forma de um diário, no qual os capítulos são os dias do mês de janeiro, e os capítulos são subdivididos em horários nos quais algo relevante acontece.

A história em si traz cada vez mais elementos surpreendentes e misteriosos, que fazem a tensão aumentar, especialmente no final deste volume, e não são solucionados nestas páginas. Logo mais publicarei a resenha de Fevereiro, já lido. 





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...